Postagens

Mostrando postagens de Março, 2016

SOBRE PILATOS E O ISENTÃO

Pôncio Pilatos foi um personagem controverso na Bíblia. Ele via e intuía que Jesus de Nazaré era inocente, mas que a elite judaica queria crucificá-lo de qualquer jeito. Percebeu o movimento dos fariseus e mestres da Lei na manipulação das massas e desconfiou de todo aquele ódio irracional. No fim das contas, porém, achou inconveniente ir contra toda aquela gritaria. O pecado de Pilatos, que entrou pra história, foi, o da omissão. Foi lavar as mãos, fazer de conta que não tinha nada com isso. Só que omitir-se é escolher um lado. E geralmente é o de quem tem mais poder. Em momentos de crise, o "isentão" assume o papel de Pilatos. Sabe que a gritaria histérica é sinal de falta de argumento e de razão, só que escolhe a zona de conforto do descompromisso pra não se desgastar, por conveniência. E pra não se indispor com quem pode mais, claro. Mas a história prova: quem se omite é tão responsável pelas consequências de sua covardia quanto quem grita pela condenação de quem não com…

Imagine

Imagine que você será julgado daqui a poucos dias por algo que não fez. Um crime que não cometeu. Imagine que alguém do seu grupo te traiu e - sabendo que você é inocente - te entrega como se culpado fosse. Imagine que algumas lideranças da elite, que te detestam, incitam o ódio contra você e induzem as pessoas a que te esculachem. Imagine que, sem qualquer indício, muitas pessoas já te julguem culpado. Desde agora. Sem provas de nada. Imagine que entre um notório criminoso e você, as pessoas, ignorantes, cegas ou mal intencionadas, calam sobre o criminoso de fato e gritam contra você. Imagine que uma certa casta parasita da esfera política resolve engatar seu julgamento, pra garantir vantagens e privilégios. Imagine que isso não é uma metáfora.
Imagine que você pode mudar o roteiro. ‪#‎VemPraDemocracia‬ ‪#‎NãoVaiTerGolpe‬

Feliz Páscoa!

Quando a gente lê que Jesus atravessou paredes e encontrou-se ressurrecto com os apóstolos reclusos a portas cerradas, temos a impressão de que Ele é como um fantasma. Mas é o contrário. A densidade da vida ressurrecta é tão...mas tão maior e concreta que nossa realidade rarefeita, que na verdade são as paredes que se revelam como fumaça. Que essa esperança continue alimentando nossa caminhada rumo à densidade da verdadeira vida. Jesus está vivo. Aleluia! Feliz Páscoa!

Lista da Odebrecht

Depois da lista da Odebrecht, a nova modinha entre os golpistas é dizer que "prendam todos, independente de partido". Mas é só fachada. A vergonha de ser golpista os impede de colocar uma fotinha de perfil apoiando o impeachment de uma presidenta que não cometeu crime de responsabilidade.
O que eles dizem no fundo é:
"Tem que prender todos, mas, se não der, já basta os do PT!"

Não passarão. Dia 31/03 outra história será escrita.
Pensam que enganam quem?
‪#‎VemPraDemocracia‬ ‪#‎EsteImpeachmentÉgolpe‬

O ódio é um excelente mobilizador

O ódio é um excelente mobilizador: superficial, barato, de fácil adesão e quando ativado, não se importa com a verdade. Basta que a mentira e a manipulação das informações atendam o interesse de quem elegeu um alvo a ser abatido. Dia 31 de março o amor à democracia vai vencer mais uma vez o ódio golpista. Não em defesa de governo que não presta, não em defesa de ninguém, mas pra evitar uma virada de mesa escancarada dos perdedores. Quem vai pra rua, vá de branco, sem partido, mas consciente de sua luta pela democracia, pela estabilidade política do país para nossos filhos, nos próximos 20 anos. E deixem os haters falando sozinhos. ‪#‎VemPraDemocracia‬

ESSE IMPEACHMENT É GOLPE

Essencialmente, desisto de defender o governo Dilma. Tornou-se indefensável. O problema é que o impeachment trata de um juízo político e jurídico. O juízo político está evidente. Dilma não ganha mais eleição nem pra síndica. Mas pra derrubar presidente, o jurídico tem que dar base ao político. Se não, é golpe. O motivo jurídico seriam as "pedaladas" fiscais que, segundo a oposição, configura dolo pessoal do ocupante da Presidência da República. Não vou nem dizer que desde Itamar essas "pedaladas" são feitas. Não são nem crime, aliás. Trata-se de entortar a Lei. Diversos juristas já afirmaram que tais pedaladas não podem ser aplicadas à Lei do impeachment, que é bem precisa e específica. Hoje nada menos que 8 MIL juristas subscreveram ato em defesa do mandato de Dilma. Não se tira governante porque não se gosta dele. Nem mesmo porque é incompetente. Mas se houver impedimento de Dilma pelas "pedaladas" como razão jurídica, nada menos que 16 governadores ter…

O GOVERNO DILMA SE TORNOU INDEFENSÁVEL. E A DEMOCRACIA?

(Um texto pra quem está insatisfeito com o governo Dilma, mas acompanha tudo desconfiando da Globo)
Passei 40 dias longe de facebook pra, entre outras revisões e discernimentos, perceber que não adianta defender Dilma, Lula ou partido político.
Com mais nitidez e sem o ruído estridente do Fla-Flu das redes sociais, escutei melhor muitas vozes, inclusive de pessoas boas do espectro político que não costumava acompanhar. Acho que consegui romper com alguns preconceitos impostos por aquelas figuras rasas e barulhentas admiradoras do Bolsonaro (não, nesse segmento não há novidades, infelizmente). Há liberais sérios e com propostas interessantes para o país. Estes não se confundem com o discurso fascista e preconceituoso como "mortadelas" e "gayzistas". Aliás, o rejeitam.
Devo admitir, agora, que muitas das opiniões políticas que emiti sobre a opositores - induzido pela barulheira - não se sustentam hoje.
Devo admitir que o governo Dilma 2 não tem assumido seu discurso …