Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2011

Reflexão sobre o livro que ensina "portuguêis erradu"

Livro para adultos não ensina erros 
por Nota Pública 
Uma frase retirada da obra Por uma vida melhor, cuja responsabilidade pedagógica é da Ação Educativa, vem gerando enorme repercussão na mídia. A obra é destinada à Educação de Jovens e Adultos, modalidade que, pela primeira vez neste ano, teve a oportunidade de receber livros do Programa Nacional do Livro Didático. Por meio dele, o Ministério da Educação promove a avaliação de dezenas de obras apresentadas por editoras, submete-as à avaliação de especialistas e depois oferece as aprovadas para que secretarias de educação e professores façam suas escolhas. 
O trecho que gerou tantas polêmicas faz parte do capítulo “Escrever é diferente de falar”. No tópico denominado “concordância entre palavras”, os autores discutem a existência de variedades do português falado que admitem que substantivo e adjetivo não sejam flexionados para concordar com um artigo no plural. Na mesma página, os autores completam a explanação: “na norma culta, o ve…

#dezporcentodopibja - Professora Amanda Gurgel

Imagem

Fragmentado - Alfredo Roberto Marins Júnior

“Que essa tensão que me corrói por dentro seja um dia recompensada Porque metade de mim é o que eu penso , mas a outra metade é um vulcão.” Metade Oswaldo Montenegro
Se alguma vez você teve a oportunidade de ler “O médico e o monstro” de Robert Louis Stevenson, pode ser que se recorde de uma passagem da confissão do Dr. Henry Jeckyl, onde ele afirma (ou Stevenson afirma através dele) que o homem não é autenticamente um, mas sim dois, fazendo referência ao seu outro, (o monstro) Edward Hyde.
E na sequência, ele afirma que o próprio conhecimento foi limitado, impedindo-o de ir além, mas que a seu exemplo, outros constatariam que o homem seria reconhecido como um ser habitado por seres múltiplos, incongruentes e autônomos.
No auge da minha juventude (não que seja agora tão assim mais velho), quando me considerava imensamente esclarecido, excessivamente corajoso e virtualmente invulnerável, eu tinha um postulado próprio baseado na minha paixão pelas áreas exatas: eu acreditava fielmente que a f…

“Perseguir só a felicidade é enganoso” - Entrevista com Martin Seligman

Imagem
por LETÍCIA SORG 
Psicólogo americano afirma que a felicidade está supervalorizada: ela é só um dos cinco caminhos para o bem-estar
Martin Seligman ficou conhecido como “doutor felicidade” depois de estudar, por mais de 20 anos, como é possível ser mais feliz e de lançar livros como Felicidade Autêntica (2002). Hoje, o psicólogo nega o título ao afirmar que, mais importante do que ser feliz é viver bem. Em seu novo livro, Flourish (Florescer), o especialista desenvolve a teoria do florescimento ou bem-estar, que diz que as emoções positivas que entendemos como felicidade são só uma das cinco maneiras de ter uma vida melhor. Nesta entrevista a ÉPOCA, Seligman, que é professor da Universidade da Pensilvânia e já presidiu a Associação Americana da Psicologia, fala sobre a busca por uma vida melhor. Florescer deve ser lançado em português pela editora Objetiva em outubro, quando o psicólogo vem ao Brasil para um evento a convite de Patrícia Carlos de Andrade, aluna de Seligman no mestrado e…

Um grito pela Educação!

Imagem

Politicamente fascista

Mais uma da série sobre a pertinência de ser ou não ser "politicamente correto". A diferença é que o autor é supostamente de direita, pois só assim pra Folha de São Paulo aceitá-lo em seus quadros. O interessante, porém, é que esse também desce o sarrafo no "status" de quem se pretende identificar ao termo. ------------------------------ por MARCELO COELHO COLUNISTA DA FOLHA
O comediante Danilo Gentili pediu desculpas pela piada antissemita que divulgou no Twitter. A saber, a de que os velhos de Higienópolis temem o metrô no bairro porque "a última vez que eles chegaram perto de um vagão foram parar em Auschwitz".
Aceitar suas desculpas pode ser fácil ou difícil, conforme a disposição de cada um. O difícil é imaginar que, com isso, ele venha a dizer menos cretinices no futuro.
Não aguentei mais do que alguns minutos do programa "CQC", na TV Bandeirantes, do qual é ele uma das estrelas mais festejadas. Mas há um vídeo no YouTube, reproduzindo uma apres…

Palavras Vulcânicas 17

"Tudo pode acontecer, inclusive nada." [Gustavo Sampaio Brasilino de Freitas]

E se falarmos de “eticamente correto”?

Imagem
Ultimamente falar do "politicamente incorreto" vem sendo um dos meus principais hobbies. Trata-se de uma temática polêmica que começo a desconfiar também ser cíclica. Dito de outra maneira, parece-me que se trata de um palavrão para os mais saidinhos e, por outro lado, uma espécie de premissa dos mais contidos. Pra falar a verdade, já estou meio cansado de abordar um assunto que, dependendo do lado de quem eu vá postar, acaba sendo uma maravilha ou, de fato, uma porcaria. O texto abaixo parece ajudar a esclarecer o dito "combate". -----------------------------
Por Rodolfo Vianna

Rafinha Bastos, humorista e apresentador do programa CQC, fez uma piada em um dos seus shows que logo repercutiu por toda a internet: mulher feia que é estuprada não tem que reclamar, tem que agradecer. O relato está no perfil do comediante publicado na edição de maio da revista Rolling-Stone.
Autodenominado politicamente incorreto, Rafinha insiste na pertinência da sua piada e diz que a função…

Novo pacto de classes? Maringoni e o significado do lulismo

por Rodrigo Vianna
O artigo que faço questão de reproduzir abaixo é a melhor análise que já li sobre o significado profundo do lulismo.
O texto é longo, mas ao mesmo tempo claro: em 42 itens, Gilberto Maringoni define o que foi o governo Lula, e que parece ser o novo governo Dilma. Vale a pena ler. É uma aula de história, em linguagem jornalística:
“As gestões capitaneadas pelo PT conformam um novo pacto social. Tudo indica não se tratar de algo episódico, mas de uma mudança estrutural em relação ao cenário observado ao longo dos anos 1980 e 1990. O processo só encontra paralelo na aliança delineada por Getulio Vargas a partir de 1930.”
Destaco um ponto em especial: Maringoni detecta que os avanços empreendidos pelo lulismo significam uma adesão ao velho programa econômico do PMDB de Conceição Tavares: nacionalismo moderado e defesa do Estado, para criar mercado interno de massas.
Maringoni, diga-se, é filiado ao PSOL. O que não o faz brigar com os fatos. A análise clara feita por ele mos…

Homens e Mulheres - Lavando roupa

Imagem

Síndrome do vestibulismo alienante - Daiane Oliveira

Daiane é daquelas professoras absolutamente comprometidas com sua missão de educar. Todo aquele que cruza com ela tem, no mínimo, a impressão de que se trata de uma pessoa que leva a sério seu trabalho. É muito mais que seriedade, é obstinação. E como todo aquele convencido de seu papel, incomoda quando não concorda com o que está a sua volta. O texto abaixo fala muito de uma experiência comum aos educadores convencidos de que a educação tratada como mero negócio não cumpre seu papel régio. ----------------------
As crianças chegam à Educação Infantil, no caso da escola particular, aos dois anos, seguem pelos nove anos do Ensino Fundamental, mais três anos no Ensino Médio. São aproximadamente 16 anos das suas vidas até completarem a última etapa da escolarização básica. Ávidas por lucro, porém, muitas instituições de ensino querem nos fazer crer que todos esses anos dedicados aos estudos, servem única e absolutamente para o famigerado vestibular. 
O mais impressionante, neste quesito, é …

Evolução da descrição do blog - II

Um blog é uma espécie de caverna particular em que se pode refugiar e, rupestremente, pintar as paredes com experiências e aprendizados dignos de registros. Pode-se também ir a essa caverna apenas soltar uns bons gritos para desestressar. Ocasionalmente, alguém escuta o barulho. E ecoa. A intimidade que aqui pretendo estabelecer com as Juventudes não me permitem nivelar os conteúdos e reflexões expostos por baixo. De fato, neste blog os jovens encontrarão o que não costumam encontrar em outros espaços que lhes são oferecidos. Esteja à vontade. A caverna é sua!

Passem o saleiro - João Ubaldo Ribeiro

Imagem
Quase todo mundo é intimidado por números e "verdades científicas". O sujeito apoia uma asnice em estatísticas que não ocorre a ninguém questionar e aquilo é aceito sem maiores indagações. É o que sucede, por exemplo, com as afirmações taxativas, que ouvimos pela televisão, segundo as quais a lei seca no trânsito já salvou (meu número é chutado, não lembro agora os deles, mas não vêm ao caso) 4.228 vidas este ano, ou qualquer coisa assim. Eu pergunto como é que se sabe isso? Procuram-se no domingo os vivos que circularam de carro no sábado e pergunta-se se eles deixaram de beber na noite precedente por causa da lei seca? E, se tivessem bebido, inevitavelmente morreriam? Como é que se sabe, e com tanta precisão, quantas mortes haveria, sem a lei seca? Já tentei achar a fórmula que eles aplicam, mas é difícil. A Organização Mundial de Saúde desaconselha aos homens (ou seja, acha prejudicial que se faça) o exame da dedada e declara inútil a medição do PSA. Os urologistas dizem q…

Carta de Intenções - VDEs e Coordenadores de Pastoral (Grupo 1)

Imagem
Recém acabo de chegar de um encontro de gestores maristas. Lá aprofundamos nossa identidade pedagógico-pastoral, detectamos nossos principais desafios e nos comprometemos com superá-los. Sem romantismos, mas com cientificidade, planejamento e profissionalismo. Mas sem perder a ternura e o brilho no olho, jamais! 
-------------------------------- Brazlândia, 13 de maio de 2011,
Prezados,
Um sonho. Começamos o Encontro de VDE’s / Assessores Pedagógicos e Coordenadores de Pastoral constatando que aqui havia um “inédito viável” que tomava corpo, rosto, pernas, braços, coração. Em razão da fidelidade à Missão, em função da busca pela identidade pedagógico-pastoral e movidos por nosso compromisso com a excelência, escutamos, estudamos, refletimos, celebramos e expressamos tudo que pulsava em nossas unidades ao redor de várias mesas: a mesa do Projeto Educativo do Brasil Marista no nosso currículo e prática, na mesa da Arte, Cultura e Esporte como princípios educativos, da Escola em Pastoral, da…

Estratosfera, Mesosfera...Blogosfera???

Imagem

Qual a geração menos ruim?

Imagem

Ana Maria Braga, que vergonha termos o mesmo sobrenome

Imagem
Ser idiota...é legal pra ser feliz (???)

O Lacraia

Imagem
“Marco Aurélio Silva da Rosa, mais conhecido como a dançarina de funk Lacraia morreu, aos 34 anos, na madrugada desta terça-feira.”
Recebi essa notinha lacônica pelo twitter dando conta da morte de um ícone brasileiro do começo do século 21. O Lacraia explodiu em 2003 quando a música Eguinha Pocotó tornou-se um dos maiores sucessos nas rádios e televisões do país.
Marco Aurélio criou um personagem andrógino, apelidado de Lacraia, que era um dançarino do funk carioca e causava furor onde se apresentava, menos pelos dotes artísticos e mais pela irreverência e quebra dos padrões. Assumia sua homossexualidade, beijava homens na boca e cantava trechos de letras pornográficas que faziam a platéia mais conservadora corar. Junto com Serginho, o criador da música, Lacraia foi fundamental para que eu criasse o conceito que gerou meu livro Brasileiros Pocotó, a palestra homônima e o propósito de “desemburrecer o Brasil”. 
E hoje cabe repetir algo que venho dizendo desde 2003, incansavelmente.
O Lacr…

Para quem é contra o Ensino Religioso

Imagem
Enquanto não se entende o objeto de estudo desse componente curricular, não se chega a uma compreensão adequada, e, assim, continua-se a pensar que se promove algum tipo de doutrinação junto aos estudantes. 
Nada mais precipitado.
Quando a lei aponta o objeto de estudo do Ensino Religioso (o fenômeno religioso e a religiosidade) pretende provocar o estudo de uma dimensão humana fundamental, tanto quanto a biologia, física, química, história, metemática, enfim. 
Há um MUNDO religioso fora dos muros da escola que precisa ser pedagogicamente abordado e aprofundado. Sem isso, a omissão de educadores poderá dar maior margem para que a experiência religiosa (que é extremamente poderosa!) se dê em ignorantes que viram fanáticos ou indiferentes, sem muita informação para busca do equilíbrio.
Isso quando não se dá em mentes doentes, como tragicamente ocorreu na escola Tasso da Silveira. As consequências de um conhecimento pífio da fenomenologia religiosa podem, às vezes, ser muito mais desastrosas…

Sou Inútil - Marcelo Amaral

Ser inútil. Optar por não assumir um sentido de vida que nos transborde. Gostar, sem escrúpulos, do luxo, dinheiro e tudo que ele pode comprar. Eis um perfil de pessoa que existe e que, quando se põe a escrever, às vezes me põe a pensar.
----------------------- Aborrecem-me as exortações para que eu sempre “esteja fazendo” alguma coisa. Sobretudo quando tais recomendações vêm qualificadas como coisas úteis e produtivas. 
Sendo um sujeito preguiçoso, antiespiritualista e antirreligioso, não coaduno com a ideia de que alguém tem de ser útil para a sociedade. As pessoas trabalham por uma questão de sobrevivência. Não há nada de especial. 
Aliás, tenho preguiça de gente que se envolve em muitas atividades. São pessoas chatas e sufocantes. Isto porque querem impor sua agitação ao outros. Pior: condenam moralmente quem consegue ficar – mesmo que seja por um curto período – sem fazer nada.
Sei que a vida contemporânea é atribulada. Claro que muita gente acaba atrelada a vários compromissos. Mas p…

Espiritismo e Cultura

Não concordo com quase nada do que esse cara diz, mas uma coisa preciso admitir: ele, sim, me instiga a repensar meus conceitos.
-----------------------------------------------------

Sou de classe média e há um bom número de espíritas nos círculos que frequento. Uma coisa me chama atenção: são, na média, pessoas de bom nível financeiro, mas culturalmente medíocres. Ou, se sabem bastante de alguma coisa, são péssimos comunicadores. 
E o engraçado é que o espiritismo se vende como científico. Muitos dos adeptos com quem tenho contato falam que se trata de uma religião de conhecimento. 
Quero saber como encontrar esta cientificidade. Falar em aprimoramento moral do espírito ao longo de várias vidas - tipo biologia evolucionista - é bobagem. Para ser científico tem de testar e comprovar. 

Quer ser mais um na multidão? - Rogério Oliveira

Imagem
Toda a semana, religiosamente por dez vezes eu faço a mesma experiência. De segunda a sexta-feira, duas vezes por dia. Normalmente por volta das oito da manhã e das cinco e meia da tarde. Não posso considerar uma experiência científica porque os resultados não se repetem. Normalmente inicio imaginando algumas possibilidades, mas vira e mexe sou surpreendido. Confesso não é algo muito agradável de ser feito na maioria das vezes, mas geralmente é algo inspirador. Tanto isto é verdade que esta experiência me motivou a iniciar o texto de hoje.
Todos os dias de segunda a sexta feira eu utilizo o transporte público de São Paulo para ir trabalhar e para voltar para casa. Eu e milhares de pessoas. Todos estes dias eu faço a experiência de ser um na multidão. E sei que encontrarei pessoas que nunca mais verei na vida. Somos uma multidão de iguais, mesmo sendo muito diferentes.

Você já fez uma experiência semelhante? Já andou numa rua cheia de gente desconhecida, apressada? Já pegou ônibus ou avi…

Essa coisa chamada espiritualidade - Ed René Kivitz

Dâmocles invejava Dionísio, governador de Siracusa, a cidade mais rica da Sicília do século 4. Acreditava que Dionísio era um bem-aventurado, que possuía tudo quanto um homem pode desejar. Até que foi convidado por Dioníso para trocar de lugar com ele por um dia. No banquete noturno, Dâmocles percebeu que havia sobre sua cabeça uma espada que pendia do teto, sustentada apenas por um fio da crina de um cavalo. Imediatamente perdeu todo o interesse naquele lugar de honra. Devolveu o trono ao seu legítimo dono e nunca mais invejou sua posição.
O mito da espada de Dâmocles é geralmente usado para demonstrar a condição vulnerável dos que ocupam o poder. Mas pode também ser usado para demonstrar a morte que a todos espreita. Fala da efemeridade da condição humana. A espada de Dâmocles representa a insegurança, a vulnerabilidade, e aponta para a angústia que carregamos no peito em virtude da consciência de finitude.
A miserabilidade do ser humano está no fato de que não somente é finito, como …

Professores são obsoletos

por Ricardo Semler*
Investimentos deveriam criar novas soluções em educação, possibilitando a formação de tutores.

A Westinghouse era um gigante nos anos 20. Numa fábrica com 12 mil funcionários, conduziram uma experiência seminal. Aumentaram a iluminação e a produtividade aumentou. Depois, voltaram ao que era. A produtividade aumentou mais! Esse experimento provou que a intervenção gera mudanças temporárias, e não difere dos empresários que intervêm em escolas.
No começo a diretora faz cursos de gestão, aparecem computadores e reciclagem para professores. Com o tempo, tudo volta ao que era. E os valores que são colocados nessas escolas "mexidas" tornariam o orçamento da rede publica inviável, portanto, são artificiais.
Correr atrás de resultados melhores no Pisa parece avanço, mas não passa de uma polida no capô do Fusca.
Duas boas entidades, Instituto Ayrton Senna e Todos Pela Educação colocaram pesquisadores para achar o denominador comum de centenas de estudos sobre melhorias…

Qual a maior dificuldade na gestão da sua carreira? - Waleska Farias

Imagem
Em meio às diversas configurações trabalhadas através dos atendimentos de Coaching de Carreira, 22 profissionais com idade entre 21 e 52 anos em processo de elaboração e avaliação de suas diretrizes profissionais foram abordados para identificar qual o principal entrave no processo de gestão de suas carreiras.


Em primeiro lugar, em 62% dos casos, independente da formação, idade ou sexo ficou evidente a grande dificuldade que a maioria dos profissionais tem quando se deparam com situações inesperadas onde têm de tomar uma decisão sobre seu destino profissional, seja pela oportunidade de mudar de área e função ou até mesmo de aceitar um convite atrativo de outra empresa.
Mais fácil que mudar de percurso é certificar-se de que a direção é a certa desde o início. Quanto mais cedo for feito o investimento na elaboração de estratégias em linha com o objetivo a ser conquistado, mais cedo, também, as conquistas virão. Esse trabalho é pessoal e não deve ser delegado a terceiros. Esse trabalho é …

Bento XVI contra o consumismo

Imagem
Acabo de escrever um texto ilustrativo sobre a exigência que a sociedade de hoje faz sobre a formatação de uma religião light, possível de ser seguida, sem grandes compromissos, pela maioria cristã católica brasileira. Se fosse combinado não teria dado tão certo. Bento XVI acaba de proferir uma homilia em que incita os católicos a renunciar a mentalidade que está por detrás desse comportamento. O consumismo, para o Papa, aparece como uma das mais veladas e, ao mesmo tempo, escancaradas formas de obstaculizar a mensagem evangélica.
08/05/2011 07h32 - Atualizado em 08/05/2011 07h51

Em missa campal em Veneza, papa pede unidade pela paz e pela justiça
Bento XVI rezou para 300 mil pessoas em parque. Pontífice pediu que cristãos não cedam ao hedonismo e ao consumismo.
O Papa Bento XVI fez neste domingo (8) um chamado à unidade em prol da justiça e da paz durante uma grande missa campal no parque San Giuliano di Mestre (nordeste da Itália).
Diante de 300 mil pessoas, pelos cálculos da polícia, o p…

Religião light: o "x" da questão!

Imagem
Coordeno a catequese da escola em que trabalho. Atendendo uma mãe por telefone outro dia, ela me disse: 

"Fiquei com dó da carinha do meu filho quando nessa sexta-feira fui acordá-lo e ele me disse: - Mãe, amanhã é sábado, né?! Ainda bem que vou poder dormir até mais tarde. Pensei, mas não falei: é meu filho... mas é por tempo limitado, pois em algumas semanas começa a catequese e será sábado de manhã." 

Aparentemente só queria confirmar algumas informações básicas como dia de início dos encontros, hora que começa e termina, duração do processo, enfim. Pouco a pouco a conversa foi se tornando tensa. 
Depois de me descrever a cena acima, começou uma espécie de listagem de razões pelas quais estávamos, segundo ela, trabalhando errado. Para começar, "teria que ser de apenas 1 ano. Pra quê esse exagero? Dois anos?!" Em outra parte do diálogo (que já quase virava monólogo) se queixou que não abrimos grupos em outro dia da semana. "Logo sábado?! Único dia que as crianç…

Celso Amorim: ser radical é tomar as coisas

Imagem
Os líderes (no caso do Brasil, a líder) dos cinco países emergentes que, com a adesão da África do Sul, hoje compõem os BRICS reuniram-se em Sanya, na China, em 14 de abril último. A entrada da África do Sul é bem-vinda por trazer a África para esse grupo, cuja crescente importância no cenário internacional já não é mais contestada. Evidentemente, os pessimistas profissionais continuam a apontar diferenças de interesses entre os membros dos BRICS, traduzindo, em verdade, seu desconforto com a criação desse grande espaço de cooperação entre países até há pouco considerados subdesenvolvidos.
O mundo assiste à ascensão dos BRICS com um misto de esperança (de dividir encargos) e temor (de compartilhar decisões). Com o surgimento dos BRICS, chega ao fim a época em que -duas ou três potências ocidentais, membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas, podiam reunir-se numa sala e sair de lá falando em nome da “comunidade internacional”.
Tive oportunidade de participar dos prim…

A Importância de uma MARCA!

Imagem

Felicidades

“A felicidade e o dinheiro sempre estiveram conectados na minha vida. Se tenho grana é porque estou bem no trabalho, logo, bem comigo mesma. Porém há uma controvérsia: os momentos mais felizes que tive não dependeram de grana diretamente, mas do meu estado de espírito, de acreditar na vida, nas pessoas e na capacidade inigualável que tenho de me iludir.”

Essa interessante reflexão foi feita por uma conhecida. Comigo – e acho que com a maioria das pessoas – é parecido. Grande parte das coisas boas que vivi não dependeu necessariamente de grana. Porém, a maior parte das coisas boas que vivi, só vivi porque tinha grana.
Parece impossível fugir disso. Ao menos neste mundo.
Em minha profissão de palestrante e consultor sou exposto diariamente a altos executivos e donos de empresas, gente que tem muito dinheiro. E sabe de uma coisa? Nenhum deles chega nem perto das pessoas mais interessantes – e algumas das mais felizes - que conheço e que são, irremediavelmente, duras. Sempre batalhando por g…

Discriminação não se admite, preconceito, com humor, se desconstrói

Imagem
Lembram do que disse o deputado Bolsonaro?! Aquilo é a mais cristalina expressão de discriminação. O conceito que ele carrega de que negros e homossexuais são seres "promíscuos" e "menores" traduz uma postura diante da vida. Não é pré-conceito, é conceito formado, entende?! No Brasil, todos tem o direito de pensar, achar e até falar o que bem entenderem sobre tudo. O que não se admite é que, em função de conceitos como os expressados pelo deputado, pessoas sejam alijadas de determinados processos sociais a que, numa democracia, devem ter igual acesso e oportunidade. Ponto. 
Na hora em que qualquer cidadão expressa uma opinião que carregue uma mensagem discriminatória (e ele tem direito de fazê-lo), expõe-se. Assim sendo, qualquer outro cidadão que se sinta ofendido pela opinião expressa pode acioná-lo judicialmente (direito do que se sente ofendido, consequência da liberdade do primeiro).
Abaixo trago como ilustração um caso real para nos ajudar a entender as diferen…